Alimentação infantil: Saiba como estimular o bebê a se alimentar

A hora de alimentar o bebê é sempre um momento muito importante.

Assim como estimular o bebê a se alimentar bem faz toda diferença para o seu crescimento saudável.

Com ajuda e orientação médica, os pais são as figuras mais importante na hora de estimular o bebê a se alimentar.

Manter uma alimentação saudável desde cedo é muito importante.

O hábito de se alimentar bem precisa ser estimulado desde cedo.

Dessa forma a criança cresce mais saudável e longe de doenças como diabetes e obesidade.

Pensando assim separamos algumas dicas que ajudam a orientar os pais a estimular o bebê a se alimentar.

Qual a melhor forma de estimular o bebê a se alimentar?

A presença dos pais faz toda diferença na hora de estimular o bebê a se alimentar.

Até os dois anos de idade a criança aprende a se alimentar.

É durante essa fase que os pais devem usar de toda criatividade e estimular o bebê a se alimentar.

É também até os dois anos que os hábitos alimentares aprendidos nessa fase são levados para vida toda.

É importante também que a criança tenha um acompanhamento com o Pediatra.

Algumas crianças podem desenvolver algum tipo de alergia alimentar, e nesses casos o acompanhamento com o Pediatra é essencial.

Com segurança e criatividade a tarefa de estimular o bebê a se alimentar se torna mais divertida e prazerosa.

A partir de qual idade deve – se estimular o bebê a se alimentar?

A partir dos oito meses de vida, as crianças ganham mais coordenação motora e começam a querer comer sozinhos.

Se alimentar sozinho é um aprendizado saudável e necessário.

Uma criança consegue desenvolver habilidades à medida que a refeição tem novidades, novos sabores e cores.

Por isso é tão importante usar da criatividade na hora de estimular o bebê a se alimentar.

Se a introdução de alimentos variados acontece aos poucos, a criança fica curiosa e aprender a manipular até conseguir segurar sozinha.

Com um ano e meio, o bebê já deve querer segurar a sua colherzinha.

Mas vale ressaltar que cada criança tem seu tempo e é preciso paciência com a bagunça.

A criança passa por fases durante toda sua fase de crescimento.

Cada fase da criança é muito importante e deve ser acompanhada de perto pelos pais e se preciso com orientação de profissionais.

Dicas para estimular o bebê a se alimentar.

Além do acompanhamento com o Pediatra durante toda fase de crescimento, os pais são grandes aliados na hora de estimular o bebê a se alimentar.

Por isso é importante estar bem informado e estar preparado para esse momento que deve ser de brincadeira e descontração.

Conheça aqui algumas dicas para estimular o bebê a se alimentar

  • Deixar a criança comer com as mãos.

Comer com as mãos é a primeira grande aventura da criança

Essa fase é fundamental para que ele descubra a textura dos alimentos.

Os pais podem começar a dar alimentos com alguma consistência, como uma bolachinha, biscoito de polvilho, uma banana ou uma fatia pequena de maçã. A criança deve conseguir segurar o alimento sem esmagá-lo.

 

  • É permitido brincar com a comida.

Nesta fase, a diversão será inevitável e até mesmo saudável.

É dessa forma que o bebê irá descobrir como se manuseia o alimento.

Deixar o babador a postos e a criança bem à vontade.

 

  • Incluir talheres durante a alimentação.

Aos poucos, os movimentos com as mãos se tornarão mais precisos.

Ao perceber isso, os pais já podem introduzir mais um elemento que são os talheres.

O ideal é que isso comece quando a criança quiser segurar o talher junto com o adulto, em uma tentativa de aprendizado.

A princípio, o bebê não saberá fazer isso, vai deixar o talher, não vai conseguir colocar comida na colher, não vai conseguir levá-la à boca, mas é importante continuar tentando.

Os talheres mais indicados são aqueles mais “grossinhos”, de plástico ou silicone, que machucam menos e são mais fáceis de segurar.

Os de metal, por serem mais finos e terem maior capacidade de cortar, podem machucar o bebê, já que ele não tem noção de profundidade.

Não é preciso comprar as colheres com cabinho “torto”.

É necessário que a criança se adapte a segurar o talher que usará até a vida adulta.

 

  • Estabelecer uma rotina.

Um bebê que acorda cedo, toma mamadeira cedo e come uma fruta, aproximadamente, às 10h, terá fome quando chegar a hora do almoço.

E uma criança que acorda tarde e come tarde, na hora do almoço não vai querer comer, e isso dificulta o processo.

A criança precisa de rotina, de disciplina, mas sem estresse, para que os momentos das refeições sejam mais agradáveis.

 

  • Oferecer os alimentos certos.

A comida deve ser chamativa para aumentar a curiosidade e a vontade da criança de comer sozinha.

Vale picar batata, beterraba, tomate e lascas de carne e de peixe, com um tempero agradável de óleo de oliva.

A criança irá aprender a diferenciar cores e movimentar bem os dedinhos, além de receber novidades alimentares saudáveis.

 

  • Seja exemplo.

O bebê tem o costume de imitar os adultos e fará isso na hora das refeições também.

Por isso, manter horários regulares nas refeições e ingerir alimentos saudáveis são ótimos passos para estimular o bebê a se alimentar.

A família que não tem um horário para todos comerem à mesa diminui a aceitação da criança ao alimento.

Assim é deve existir pelo menos uma refeição em família.

 

Agora que você já sabe mais sobre como estimular o bebê a se alimentar pode colocar em prática essas dicas e ajudar o seu filho a crescer mais saudável.

Alimentação infantil: Saiba como estimular o bebê a se alimentar
Gostou desta matéria?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *