Amamentação infantil: 8 dicas para cuidar dos seios

A partir do momento em que descobrem uma gravidez, muitas dúvidas surgem nas mulheres que começam a gerar uma nova vida. Entre os diversos assuntos que despertam curiosidade, cuidar dos seios é um dos mais delicados.

Sempre se ouve histórias de mulheres que tiveram a mama empedrada ou as aréolas de seus seios machucadas pela boca do bebê. Tais relatos acabam apavorando principalmente as mamães de primeira viagem, que acabam ficando aflitas com essas possibilidades.

Se você é uma dessas mamães que tem medo de como os seios podem ficar durante a amamentação, não se preocupe. No post de hoje, você vai conhecer 8 dicas muito importantes para cuidar dos seios, essa parte tão delicada da mulher, durante esse período.

O uso de acessórios especiais e o cultivo de alguns hábitos podem significar mais saúde para o seu corpo e fazer com que o seu bebê se alimente do leite que ele tanto precisa nos primeiros meses de vida.

Acompanhe a leitura e comece a se preparar para a amamentação desde já!

1. Comece a cuidar das mamas já nos primeiros meses de gestação

A prevenção é sempre o primeiro passo para manter as mamas bonitas depois de dar à luz. Durante toda a gravidez, essa região do corpo feminino fica sensível, podendo até aumentar de tamanho, ficar dolorida e soltar algumas secreções.

Por isso, é importante começar os cuidados comprando um sutiã adequado e que priorize o conforto. Peças com sustentação máxima, feitas com algodão, são as mais indicadas. Aposte em laterais e alças largas para ter conforto nas atividades do dia a dia e evitar a dor.

2. Hidrate as mamas durante a gestação

A pele dos seios e da barriga acaba sendo esticada durante a gestação, sendo essa uma característica inevitável para todas as mulheres. O que pode acontecer devido a essa condição é o aparecimento de estrias, que podem ser evitadas ou ter o aparecimento atenuado com a hidratação adequada.

Utilize um bom óleo de amêndoas ou hidratante indicado por seu dermatologista e aplique-o diariamente nas mamas e no abdômen. Esse hábito não garante que as estrias não aparecerão, já que este é um fator muito influenciado pela genética, mas podem diminuir muito o risco de que isso aconteça.

3. Use o sutiã correto durante a amamentação

Além do conforto durante a gestação, ao dar à luz você vai precisar de outro tipo de sutiã que também seja confortável, mas que facilite a amamentação. A peça especial para as lactantes está disponível nas lojas especializadas em roupas íntimas e é ideal para ser usada em todas as situações.

Assim, se for preciso amamentar em um local público, não vai ser necessário retirar o sutiã completamente: basta desencaixar a parte da peça onde está a mama e pronto.

4. Tome sol em um horário seguro

O corpo da mulher se transforma por completo desde os primeiros meses de gestação. Depois que o bebê nasce, as mamas ainda vão ser utilizadas pela criança, pois são fonte de todos os nutrientes necessários para os primeiros meses de vida.

Sabendo disso, a fisiologia feminina já se prepara para a amamentação, deixando a aréola pronta para receber a boca do bebê. Sendo assim, é possível perceber que essa região fica mais escurecida, perde um pouco de sua sensibilidade e passa a apresentar um aspecto mais grosso.

Para ajudar a manter esse aspecto e adquirir resistência nessa área, é recomendado tomar sol na região, durante 15 minutos, diariamente. Só se lembre de evitar a exposição entre 10 h e 16 h.

5. Cuide-se entre uma mamada e outra

Outro fator que pode deixar as mulheres desconfortáveis são as famosas rachaduras. O período de aleitamento é uma fase em que os mamilos podem ficar ressecados e rachar, provocando dores.

Para evitar isso, é importante passar pomadas indicadas pelo médico entre uma mamada e outra, sempre removendo o produto antes de o bebê fazer sua próxima refeição.

Para quem prefere um hidratante mais natural, vale a pena a aplicação de polpa de mamão papaia na região, que tem funções hidratantes e cicatrizantes, além de oferecer uma sensação de frescor.

6. Preste atenção na maneira como o bebê pega nos seios

É importante induzir o bebê a ter uma boa pega nas mamas durante o período de lactação. Sua boca deve envolver todo o bico do seio. Caso contrário, rachaduras e machucados podem aparecer.

Para retirar a boca do peito, a dica é introduzir o dedo mindinho suavemente na boca do bebê, retirando assim o vácuo e evitando o trauma da região. Não se esqueça de lavar bem as mãos antes do procedimento.

7. Use protetores para as mamas

Esses itens são fundamentais para manter os seios secos e também para evitar que o leite vaze e molhe a roupa.

Prefira os protetores descartáveis, mas, se por algum motivo você preferir os do tipo permanente, não se esqueça de mantê-los sempre limpos, já que qualquer bactéria que se instalar nos seios pode ser muito prejudicial para o bebê.

8. Faça a limpeza adequada

As mamas devem passar por um processo de limpeza diário, que inclui água fria ou morna – nunca muito quente –, além de produtos específicos de higienização que sejam neutros. É sempre importante pedir a orientação do médico para usar os produtos adequados e nunca optar pelo álcool para limpar de região.

É importante também evitar banhos quentes muito demorados, já que a temperatura elevada da água tira a oleosidade natural da pele e pode deixar a área ainda mais ressecada e sensível.

Cuidar dos seios na gravidez, durante a amamentação e após esse período adequadamente é a principal dica para quem deseja manter essa região com um aspecto bonito e, mais importante, saudável e sem desconfortos.

As mamas são regiões sensíveis que exigem cuidados especiais, assim como as mamães, que merecem ficar confortáveis enquanto alimentam e oferecem os nutrientes necessários para que seus bebês cresçam saudáveis.

Agora que você já sabe como cuidar dos seios durante a fase de lactação, continue descobrindo mais o mundo da maternidade! Veja, neste artigo, algumas posições para dormir bem na gravidez e melhore suas noites de sono.

Gostou desta matéria?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *