Os riscos da dependência do cigarro

ricos do cigarro

Fique atento aos ricos que o cigarro causa a saúde

No Brasil, estima-se que cerca de 200.000 mortes/ano são decorrentes do tabagismo, o cigarro pode causar cerca de 50 doenças diferentes, especialmente problemas ligados ao coração, circulação, cânceres de vários tipos e doenças respiratórias.

Em cada tragada são inaladas mais 4.000 substâncias tóxicas, a primeira é a nicotina que está associada aos problemas cardíacos e vasculares, quando inalada atinge o cérebro em 8 segundos, e tem um potencial comparável ao da heroína para viciar. A segunda é o monóxido de carbono (CO), o mesmo que sai do cano de escapamento dos carros. Ela também causa dependência e alguns fumantes ficam com dores de cabeça após passar várias horas longe do cigarro. A terceira substância e grande vilã é o alcatrão, que reúne vários produtos cancerígenos, como polônio, chumbo e arsênio.

A união desse poderoso trio de substâncias na composição do cigarro, torna o produto extremamente nocivo à saúde, e pode causar até câncer, dentre eles os de pulmão, boca, laringe, faringe, esôfago, estômago, fígado, pâncreas, bexiga, rim e colo de útero.

Outras doenças relacionadas ao tabagismo:

  • Hipertensão arterial
  • Aneurismas arteriais
  • Úlcera do aparelho digestivo
  • Infecções respiratórias
  • Trombose vascular
  • Osteoporose
  • Catarata
  • Impotência sexual no homem
  • Infertilidade na mulher
  • Menopausa precoce
  • Complicações na gravidez.

 Os riscos do tabagismo passivo

A inalação da fumaça do tabaco por quem não fuma, mas convive com fumantes é chamado de tabagismo passivo ou fumante passivo, que corre tantos riscos quanto o dependente do tabaco e essas pessoas podem apresentar irritação nos olhos, dor de cabeça, dor na garganta, agravamento de doenças respiratórias e náuseas. Mesmo a exposição de curta duração pode ser prejudicial e esses riscos podem aumentar quando os fumantes se concentram em lugares fechados ou pequenos, como festas ou dentro do carro. Segundo a OMS-  Organização Mundial da Saúde estima-se que o tabagismo passivo seja a terceira maior causa de morte que poderia ser evitada no mundo, em segundo lugar o tabagismo ativo e em primeiro lugar o consumo excessivo de álcool. Fique atento à qualidade do ar que você inala.

Os riscos da dependência do cigarro
5 (100%) 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *