Rachadura nos mamilos: aprenda como tratar

O momento mais sublime da vida de uma mulher, o nascimento de um filho, às vezes é marcado por alguns desafios, como a fase da amamentação nos primeiros meses de vida da criança. Muitas mulheres sofrem com a rachadura nos mamilos no período de amamentar o seu bebê. Esse problema pode ocasionar dor e sangramentos. Mas se engana quem acha que isso é um efeito colateral da amamentação!

Alguns fatores ajudam a criar tais fissuras, como o ressecamento dos mamilos devido ao clima, resíduos de sabão na roupa, o uso de sabonetes, talcos e perfumes e até mesmo a higienização incorreta após a amamentação ou o uso incorreto da bombinha para extrair o leite materno. Mas a principal causa da rachadura nos mamilos ainda é a “pega” do bebê de forma incorreta na hora da amamentação. Se ele estiver colocando o bico do seio da mãe do lado errado da boca (o mamilo deve ficar encostado no palato mole, que a parte de trás do céu da boca), pode machucá-lo, ocasionando as rachaduras e a dor.

Também pode acontecer de a criança adquirir uma infecção fúngica, conhecida como sapinho, e acabar passando para a mãe na hora da mamada, o que faz com que os mamilos fiquem rachados e doloridos, além de causar coceira e vermelhidão no local. Se este for o caso, é importante buscar um tratamento o mais rápido possí­vel.

A notícia boa é que a mãe não precisa parar de amamentar o seu bebê, apesar de esta situação causar um grande incômodo. Continue acompanhando este post, pois vamos dar algumas dicas de como tratar a rachadura nos mamilos, para você, mamãe, poder alimentar o seu filho, livre de dores e sangramentos!

1. Faça soluções caseiras

Algumas soluções caseiras podem ajudar a resolver o problema, como:

  • utilizar manteiga de cacau para hidratar os seios;
  • usar também a casca do mamão verde sobre as rachaduras, para cicatrizar;
  • fazer compressas frias de chá de camomila sobre os mamilos, 3 vezes ao dia; e
  • expor os seios ao sol cerca de 20 minutos, 3 vezes ao dia.

2. Utilize o leite materno

Isso mesmo! O leite materno ajuda na cicatrização dos mamilos, hidratando o local, além de possuir anticorpos que são benéficos tanto para você quanto para o bebê. Passe o leite ao redor dos mamilos, antes e depois de amamentar.

Esta prática também ajuda a prevenir possíveis infecções. Mas tenha cuidado! Se você estiver sofrendo de candidí­ase no seio, este método não é recomendável, pois os fungos podem se multiplicar e piorar o problema.

3. Evite o uso de sabonetes e perfumes

Por ser uma região sensível e com a qual o seu bebê tem contato direto, é importante não utilizar nada que contenha substâncias com perfumes. Só fazendo a higiene dos mamilos com água e um sabão neutro e sem cheiro já é o suficiente.

Não se esqueça de fazer esta limpeza sempre antes de amamentar o seu filho.

4. Use um protetor de mamilo

Se a mama estiver muito machucada e sangrando, você pode adquirir o protetor de silicone para proteger o mamilo na hora da mamada. Assim, o seu bebê pegará o bico artificial, e não o seu mamilo que está machucado, favorecendo o seu descanso e evitando que o local fique mais lesionado.

Tome cuidado para não usar o protetor de maneira incorreta, pois pode atrapalhar mais do que ajudar. Peça ajuda a um profissional para usar o produto, caso você não saiba direito como fazê-lo.

5. Use uma pomada específica

Há pomadas específicas para o tratamento da rachadura nos mamilos, basta pesquisar nas farmácias. Fique atenta aos ingredientes da pomada, pois ela deve ser o mais natural possí­vel, já que as substâncias químicas podem ser absorvidas pelo bebê.

Pomadas a base de lanolina ajudam a curar os ferimentos sem criar cascas, e, por se tratar de um ingrediente natural, não é preciso lavar o seio depois da mamada.

6. Faça uso de analgésico

No caso de sentir dor muito forte nos mamilos, você pode tomar um analgésico cerca de 30 minutos antes de amamentar.

Porém, antes disso, converse com o seu médico para ver qual o medicamento mais adequado no seu caso. Alguns não são apropriados na fase da amamentação.

7. Procure um médico

Visite o pediatra do seu filho, o seu ginecologista, a maternidade onde você deu à luz ou um banco de leite para que um profissional possa ajudá-la a verificar se há alguma infecção nos seios, ou se o problema está mesmo na pega incorreta do bebê na hora de amamentar.

O correto é que a boca do seu pequeno fique bem aberta, para que ele abocanhe uma boa parte do mamilo e da auréola, sem que haja dor para você. Um profissional vai saber orientá-la para que o momento da amamentação seja prazeroso e sem dor. Assim, o seu bebê vai ficar bem alimentado e não vai machucar os seus mamilos.

8. Verifique se o bebê tem a língua presa

Às vezes, o motivo para a pega incorreta do bebê é que ele possui a língua presa. Procure um médico se observar que o seu filho não consegue passar a língua no lábio inferior ou não consegue encostá-la no céu da boca quando chora.

O médico pode ajudar, extraindo a pele que freia a língua do bebê. É um procedimento simples e a criança se recupera rapidamente.

9. Rachadura nos mamilos não prejudica o bebê

Se você está passando por esse problema, não se preocupe, pois os bebês geralmente ignoram a dor da mãe. E se sair um pouco de sangue do mamilo, isto não causa nenhum dano ao bebê. O importante é corrigir a forma como o seu filho pega o seio na hora da amamentação, se este for o caso, e tratar a rachadura nos mamilos o mais rápido possível, para que este momento seja saudável e prazeroso para ambos.

Lembre-se de que o leite materno é o único alimento que a criança ganha nos primeiros meses de vida, por isso, se ela não está pegando o seio direito quando você a estiver amamentando, pode acabar tomando pouco leite que vem após o momento inicial da mamada, que é o que contém mais nutrientes e mais calorias. Isso pode fazer com que o seu bebê não ganhe peso direito, prejudicando o crescimento dele.

Esperamos que estas dicas sejam úteis para você! Não deixe de conferir também o artigo sobre como a dieta da mulher grávida influencia na saúde do bebê!

Rachadura nos mamilos: aprenda como tratar
Gostou desta matéria?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *