Refrigerante: o perigoso mundo dessa deliciosa bebida

O refrigerante é uma das bebidas mais consumidas do mundo inteiro. Com uma variedade ampla de sabores, marcas e tipos, ele é facilmente encontrado em mercados e sempre acompanha a maioria das refeições. Adorado principalmente pelas crianças, o refrigerante esconde ingredientes nocivos à saúde. Nesse post, vamos desvendar os riscos que o refrigerante traz para a saúde do nosso corpo. Vamos lá?

A ação do refrigerante no organismo

O refrigerante não possui nenhum valor nutricional, mas possui muitos conservantes e corantes, além de altas taxas de cafeína e açúcar. Quando tomamos refrigerante, o corpo sofre bruscas variações. Um copo de 350 ml de refrigerante contém cerca de 10 colheres de açúcar que vão diretamente para estômago. Vale lembrar que essa quantidade corresponde muito a mais do que é recomendado diariamente. Como a presença de ácido fosfórico reduz esse sabor, vômitos não ocorrem.

Como falamos, o refrigerante possui grandes doses de cafeína. Quando a bebida é ingerida, ela dilata as pupilas, aumenta a pressão do sangue e o fígado bombeia mais açúcar no sangue. Com isso, os receptores de adenosina (molécula responsável pelo processo do sono) ficam bloqueados e impedem o sono.

Quarenta minutos após o consumo, o corpo produz mais dopamina (substância que estimula a sensação de prazer) e é similar a droga heroína. Depois de uma hora de ter bebido o refrigerante, é comum sentir vontade de urinar. Mas, ao urinar, é evacuado magnésio, zinco e cálcio, que deveriam ser direcionados aos ossos e a outras substâncias que não puderam ser absorvidas pelo corpo. Depois disso, o nível de açúcar começa a diminuir e o corpo fica mais cansado.

Riscos que o refrigerante traz para a saúde

O consumo excessivo de refrigerante traz muitos males à saúde, conheça os principais riscos:

Gastrite

O ácido, que concentra o refrigerante e é usado para dar gás à bebida, ataca células gástricas, que causam azia e até mesmo gastrite. O uso contínuo da bebida provoca esta incômoda doença, que se não for tratada adequadamente, evolui para úlceras estomacais.

Diabetes

Como vimos, o refrigerante possui um nível extremo de açúcar, que aumenta o nível de glicose no sangue. Esse fator eleva o risco de desenvolvimento de diabetes do tipo 2.

Cáries

O nível elevado de açúcar e ácido que compõem o refrigerante prejudica a saúde bucal. Esta bebida é responsável por doenças na gengiva (gengivite), cáries, fazendo com que, até mesmo o esmalte do dente, seja corroído.

Insônia

Por ter elevados teores de cafeína e açúcar, o refrigerante interfere na boa noite de sono, causando a insônia ou sono agitado.

Pressão alta

Os refrigerantes de sabor guaraná e cola possuem rigorosas taxas de cafeína, e quando consumidas em excesso, provocam o aumento da pressão arterial. O que é bem perigoso para a saúde do corpo, uma vez que o risco de infarto e o desenvolvimento de outras doenças cardíacas são bem grandes.

Envelhecimento precoce

O refrigerante possui fosfato, que, além de causar osteoporose, prejudica também funções musculares e renais. O consumo em excesso desta substância causa o envelhecimento precoce das células do corpo.

Infertilidade

A maioria dos refrigerantes são dispostos em latas de alumínio, que são revestidas com uma resina chamada bisfenol, que é muito associado a problemas hormonais, que podem levar à infertilidade.

Osteoporose

Os refrigerantes de sabor cola possuem ácido fosfórico, que aumenta a acidez do sangue. Para equilibrar esse aumento, o organismo usa o cálcio dos ossos, propiciando a osteoporose, uma doença bem perigosa.

Obesidade

O nível elevado de açúcar também leva o consumidor a ter problemas com a obesidade. E, a combinação de obesidade e aumento de glicose eleva o risco de doenças cardiovasculares. Vale ressaltar que foi aprovada uma lei no México que taxam refrigerantes. O México possui um índice de obesidade maior que os Estados Unidos, e 32% da população é considerada obesa.

Refrigerantes diets e lights

Os refrigerantes diets e lights não estão fora da lista de riscos à saúde. Eles não têm calorias, porém possuem o ácido fosfórico, corantes e demais componentes químicos que elevam a acidez do estômago, do sangue e descalcificação.

Os refrigerantes diets e lights não possuem açúcar, porém, contêm altas doses de adoçantes artificiais. O refrigerante zero utiliza como substituto do açúcar o aspartame que não possui calorias. Quando a pessoa está com fome, o corpo se prepara para receber algum alimento, se, ao invés do alimento, o corpo receber um refrigerante zero, o organismo fica confuso, pois ele não está recebendo energia ou nutrição pela digestão. E o resultado não pode ser outro: a pessoa sente mais fome. O refrigerante ser zero calorias não significa que ele é saudável, muito pelo contrário, vários indícios indicam que ele engorda.

Refrigerantes durante a gravidez e amamentação

O refrigerante não é recomendado na gravidez por causar desconforto abdominal e pode provocar também retenção de líquidos. Durante a gravidez, o uso de cafeína deve ser reduzido, portanto, as mulheres devem ficar longe das latinhas de refrigerante!

Além disso, o refrigerante faz mal também para o bebê, que pode ter dificuldades de desenvolvimento mental e físico. Bem como a ocorrência de doenças como diabetes e obesidade.

Como vimos, o refrigerante pode até ter um sabor agradável ao paladar, mas os riscos que ele traz à saúde são quase que irreparáveis e os resultados são terríveis: inchaço nas pernas, retenção de líquidos, sensação de empachamento, gastrites, etc. Se você está seguindo uma dieta, elimine o tipo diet da sua rotina agora mesmo! Ele não contém açúcar, mas também não contém nutrientes. Se você não consegue ficar longe do refrigerante, opte pela redução no consumo. Um copo de 100 ml é o limite. O recomendado é beber bastante água após o consumo de refrigerante, pois o corpo precisa hidratar-se novamente.

Prefira bebidas naturais como suco de frutas ou chás. O consumo excessivo de refrigerante prejudica a saúde de uma forma brusca, sendo agravante para várias outras doenças. A água será sempre a bebida mais saudável para consumo. Sem calorias ou riscos de doenças, ela hidrata o corpo, faz bem para a pele, cabelo e organismo.

Você gostou de saber mais sobre os males do refrigerante? Deixe seu comentário no post!

Refrigerante: o perigoso mundo dessa deliciosa bebida
5 (100%) 10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *