Saiba mais sobre o parto humanizado.

O parto humanizado ainda é pouco conhecido no Brasil.

Porém vem ganhando espaço por ser uma maneira mais saudável de parto para a mulher.

O parto humanizado não é considerado um tipo de parto.

A humanização do parto não significa mais uma nova técnica ou mais conhecimento, mas, sim, o respeito à fisiologia do parto e à mulher.

Baseado nesse assunto separamos algumas informações para você conhecer melhor sobre o parto humanizado.

O que é o parto humanizado?

O parto humanizado não é um tipo de parto, como a cesariana ou o parto via vaginal.

Trata – se de uma filosofia, onde a mãe tem total participação em relação ao que acontecerá no momento do nascimento de seu filho.

Podendo escolher a presença de acompanhantes ou não, a posição no momento do parto e o local onde o bebê nascerá.

Nesses casos, deve haver a mínima intervenção médica, porém sem deixar de colocar a saúde da mãe e do bebê em primeiro lugar.

Essa filosofia nasceu após se perceber que o parto não era mais o momento sublime e único que costumava ser.

No parto humanizado, a gestação é encarada como um processo natural, e não uma patologia que necessita de um procedimento cirúrgico.

Como é feito o parto humanizado?

Por ser um parto que ocorrerá de maneira mais natural, tanto a mãe quanto o bebê devem estar saudáveis.

Alguns procedimentos estão sendo feitos em maternidades a fim de tornar o parto mais humanizado.

Entre eles o banho, a dieta livre, a massagem e técnicas de respiração.

A presença do acompanhante também é fundamental para garantir o sucesso dessa filosofia.

Uma vez que a presença de um familiar ou parceiro ajuda a mulher a sentir-se mais confiante e relaxar.

O parto humanizado, que é recomendado pelo Ministério da Saúde, pretende reduzir as intervenções desnecessárias.

O parto humanizado garante um ambiente mais calmo e harmonioso para o nascimento da criança.

É a mulher que deve escolher onde ter o bebê, qual acompanhante quer ao seu lado na hora do trabalho de parto e no parto.

Durante o parto humanizado a mulher tem mais liberdade de movimentação antes do parto e em que posição é melhor na hora do nascimento.

O parto humanizado também oferece a mulher o direito de ser bem atendida e amamentar na primeira meia hora de vida do bebê.

Para isso, é fundamental o pré-natal.

Assim, a mãe terá seu filho da maneira que escolheu e terá contato imediato com o bebê.

Toda mulher pode optar pelo parto humanizado?

Para optar por um parto humanizado, a mãe deve ter feito um pré-natal rigoroso para que se tenha certeza de que não há a necessidade de intervenções.

É importante ter uma equipe qualificada à sua disposição e que respeite integralmente suas decisões.

A mãe deve ter ciência que o trabalho de parto pode ser bastante doloroso e desconfortável, por isso, ela deve ter certeza de suas escolhas.

Por ser um parto que ocorrerá de maneira mais natural, tanto a mãe quanto o bebê devem estar saudáveis, uma vez que se espera que o médico intervenha pouco no processo.

Vale lembrar que quando se fala em um parto mais natural, não está se falando de todo parto vaginal.

Uma vez que durante este procedimento pode haver diversas intervenções, como o uso de fórceps.

Vale lembrar que, apesar de todas as dores no momento do nascimento, o parto vaginal oferece mais benéfico em comparação com o parto cesariano, além da taxa de mortalidade ser menor.

Hospital e maternidade Eugenia Pinheiro

Recentemente inaugurado e totalmente voltado à saúde feminina, o Hospital e Maternidade Eugênia Pinheiro já oferece a opção de parto humanizado.

A unidade também tem uma área voltada para o parto humanizado, com seis salas e camas PPP (pré-parto, parto e pós-parto).

Além do equipamento necessário para a realização dos procedimentos, incluindo berços aquecidos para a permanência do recém-nascido perto da mãe.

Saiba mais sobre o parto humanizado.
Gostou desta matéria?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *