Saiba mais sobre os sintomas da enxaqueca

Os sintomas da enxaqueca são vários. Ainda desconhecidos por muitas pessoas que sofrem com esse mal.

Enxaqueca são crises de dor de cabeça que duram de horas a dias. Os sintomas da enxaqueca variam e podem vir com enjôo, vômitos, sensibilidade à luz, barulho e cheiros.

Em alguns casos ocorre visão embaçada, visão de pontos luminosos, cegueira parcial, fala embaralhada, formigamentos na face e corpo.

Enxaqueca é uma doença crônica, aquela doença que teve início há algum tempo atrás, mas não tem data para terminar.

Entre os vários sintomas da enxaqueca que podem surgir se destaca a primeira crise, que acontece num determinado momento da vida, e depois pode se repetir, indo e vindo, por tempo indeterminado.

Entre algumas definições sobre os sintomas da enxaqueca pode – se definir que, a enxaqueca é causada por um desequilíbrio químico no cérebro.

Esse desequilíbrio envolve hormônios e substâncias denominadas peptídeos. Resulta, por sua vez, de uma série de outros desequilíbrios neuroquímicos e hormonais.

Esses desequilíbrios, por sua vez, são decorrentes do estilo de vida e hábitos do portador da enxaqueca, e se manifestam de acordo com a predisposição genética.

Com essas informações separamos algumas dicas sobre os sintomas da enxaqueca, tratamentos e como melhorar a qualidade de vida de quem é diagnosticado com essa doença.

Os principais sintomas da enxaqueca são

  • Enjôo, podendo chegar a vômitos;
  • Aversão à claridade, que pode ocorrer até mesmo fora das crises da enxaqueca, embora seja mais intensa durante as crises;
  • Hipersensibilidade ao barulho, qualquer barulho incomoda, preferindo o doente permanecer num ambiente o mais silencioso possível;
  • Hipersensibilidade aos cheiros, onde não apenas qualquer cheiro incomoda durante a crise, mas cheiro podem também desencadear crises;
  • Visão embaçada,
  • Tonturas,
  • Alterações do humor,
  • Hipersensibilidade do couro cabeludo e face, dificultando e tornando dolorosos atos como o de se pentear ou deitar sobre o lado acometido;
  • Inchaço ao redor dos olhos, na face e por vezes em todo o corpo;
  • Coriza e obstrução nasal;
  • Alterações do humor;
  • Distúrbios de memória e concentração;
  • Sensação de “cabeça pesada” ou “cabeça leve”;
  • Sensação de que “algo está caminhando” ou “escorrendo” sobre a cabeça;
  • Medo. Pânico. Sensação de estar enlouquecendo;
  • Alterações da pressão – a crise de enxaqueca pode vir tanto com pressão baixa quanto com pressão alta;
  • Diurese em excesso;
  • Diarreia;
  • Aura visual, sensorial ou motora (aura de enxaqueca compreende sintomas como perda parcial da visão, formigamentos, entre outros. 

Quais os sintomas da enxaqueca que levam a um diagnóstico?

Existem muitos possíveis sintomas da enxaqueca. Onde os principais sintomas já foram definidos e compreendem na dor de cabeça, náuseas (enjôo), vômitos, aversão à claridade, hipersensibilidade ao barulho, aos cheiros, hipersensibilidade do couro cabeludo, visão embaçada, irritabilidade, flutuações do humor, ansiedade, tontura, depressão (mesmo fora das crises), lacrimejamento etc.

Uma pessoa não precisa apresentar todos estes sintomas para ter enxaqueca. Normalmente apresenta alguns deles, em graus variados.

O recomendo é que um médico seja consultado a partir do momento em que as dores de cabeça seguida de tonturas e vertigens apareçam de demorem a passar.

Um diagnóstico tardio pode comprometer seriamente a saúde e o quadro do paciente com sintomas de enxaqueca tornar – mais sério e irreversível.

Crianças podem apresentar sintomas da enxaqueca?

Não é incomum que crianças apresentem sintomas da enxaqueca.

Cerca de 10% das crianças em idade escolar sofrem  com sintomas da enxaqueca.

Embora o sintoma mais dramático e conhecido da enxaqueca em crianças costuma ser a dor de cabeça, é importante apontar que dor de cabeça não é necessariamente o único entre os sintomas da enxaqueca. Aliás, a dor de cabeça pode ser leve ou até mesmo estar ausente numa criança durante uma crise de enxaqueca.

Outros sintomas, como mal-estar digestivo, falta de apetite, dor de barriga, diarréia,  enjôo (náuseas), vômitos, hipersensibilidade ao toque do couro cabeludo (dói para pentear o cabelo, enxaguar a cabeça ou quando alguém faz carinho na cabeça), tontura, moleza, letargia, sonolência, bocejos e até alterações do humor, podem ocorrer durante uma crise de enxaqueca. Crianças com enxaqueca podem ter entre um e todos esses sintomas, e podem até mesmo ter crises de enxaqueca sem dor de cabeça, ou com dor de cabeça leve. Em crianças pequenas, a enxaqueca costuma durar de meia a uma hora, sendo que por volta da adolescência essa duração vai aumentando para uma faixa entre 3 horas e 3 dias.

Como tratar os sintomas da enxaqueca.

Antes de iniciar o tratamento para enxaqueca, é necessário saber se o diagnóstico está correto e qual o fator desencadeante dela.

No geral, o melhor é evitar esses desencadeantes e tomar o medicamento indicado pelo médico quando surgirem os primeiros sintomas da enxaqueca.

Os medicamentos para prevenção da enxaqueca incluem neuromoduladores, betabloqueadores, antidepressivos, antivertiginosos.

A indicação, no entanto, dependerá de cada caso. O indicado é que, ao sentir os primeiros sintomas da enxaqueca se procure um médico. Não tomar qualquer remédio por conta própria se as crises forem mais fortes ou permanecerem por muito tempo.

Somente um especialista pode chegar a um diagnóstico através de exames específicos e assim receitar o tratamento adequado para os sintomas da enxaqueca.

Com essas informações não perca tempo para garantir um atendimento rápido e completo. Se você ou alguém da sua família já sofre com qualquer um dos sintomas da enxaqueca precisa ser acompanhado de perto por um especialista e garantir o melhor atendimento

Conheça aqui planos de saúde completos com o melhor custo benefício para você e toda família.

 

 

Saiba mais sobre os sintomas da enxaqueca
Gostou desta matéria?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *