Saúde infantil: em que consiste uma alimentação balanceada?

Todos precisamos de uma alimentação saudável e balanceada de acordo com as nossas necessidades diárias, com as crianças isso não é diferente. Uma das formas de manter a saúde infantil é investindo numa boa alimentação e hábitos adequados.

As crianças necessitam ainda mais de bons nutrientes já que estão em fase de crescimento e desenvolvendo o sistema imunológico. Dar a elas os alimentos corretos é essencial, por isso, você vai saber em que consiste uma alimentação balanceada para a saúde infantil. Confira!

O que é uma alimentação balanceada?

Muito se fala em comer de maneira saudável e em alimentação balanceada. Mas, você sabe realmente o que isso significa? É uma forma de comer na qual os nutrientes estão em quantidades satisfatórias para o bom desempenho do nosso organismo.

Além disso, essa alimentação deve estar de acordo com as nossas necessidades do dia a dia. Sendo assim, uma criança precisa de um pouco mais de calorias saudáveis do que um adulto. Os mais novos possuem um metabolismo mais acelerado em comparação aos adultos. Portanto, gastam mais energia e, consequentemente, precisam consumir mais.

Dicas para manter a saúde infantil através da alimentação

Bons hábitos alimentares começam na infância, então para garantir que as crianças comam bem e mantenham a saúde algumas dicas incluem:

Sem radicalismos

Você consegue entender porque uma criança deve comer uma maçã no lugar de um brigadeiro, mas ela não. Portanto, proibir as crianças de comer qualquer tipo de alimento “não tão saudável” pode provocar distúrbios alimentares no futuro. É preciso chegar ao meio termo, fazendo com que ela coma mais alimentos saudáveis, mas que possa se deliciar com doces vez ou outra.

Você também precisa comer de forma saudável

As crianças aprendem muito mais com o exemplo dos pais do que com um comando. Aquela velha história do “faça o que eu mando, mas não faça o que eu faço” não é muito bem aceita pela mente dos pequenos. Como você quer que ele coma verduras e frutas se você não come? Portanto, providencie você também a mudança dos seus hábitos alimentares.

Saiba o quanto seu filho precisa comer

Colocar muita comida no prato da criança e esperar que ela deixe-o vazio pode ser um problema. Fazer barganha também não dará muito certo. Desta forma, não tente “compensar” o prato vazio com um passeio ou um doce, isso pode levá-la a uma compulsão alimentar quando na fase jovem ou adulta. Ela vai querer comer todo o pote de sorvete, por exemplo, porque na mente dela ficou registrado que não pode sobrar nada.

Para saber exatamente o quanto a criança precisa comer é preciso ver um pediatra. De acordo com a altura, a idade e os hábitos dela, o médico pode indicar qual a quantidade de comida ideal. Você também pode procurar por um nutricionista especialista em saúde infantil ou um nutrólogo.

Café da manhã

Tomar um bom café da manhã também faz parte de uma alimentação saudável para as crianças. Muitas famílias negligenciam esse hábito, o que é um erro. O café da manhã é a refeição mais importante do dia, principalmente para as crianças. Além disso, ele está diretamente relacionado à regulação do peso.

Equilíbrio entre gorduras, proteínas e carboidratos

O corpo das crianças funciona de uma forma diferente dos adultos. Assim, 50% do que as crianças consomem na alimentação deve ser em carboidratos. Eles são a primeira fonte de energia do corpo já que possuem cadeias mais fáceis de serem metabolizadas e transformadas em glicose.

Já as proteínas precisam ficar entre 12 a 15%, lembrando que é preciso variar os tipos de carne. Não há a necessidade de excluir a carne vermelha, por exemplo, como muitas pessoas fazem. E, por fim, entre 25 e 35% ficam as gorduras, que devem ser saudáveis, presentes em peixes e oleaginosas.

Frutas não podem faltar

As frutas são alimentos saudáveis e que também são fáceis de introduzir na dieta das crianças. As cores variadas e intensas e o sabor adocicado conseguem conquistá-las. Elas são boas fontes de fibras, que ajudam na regulação do intestino, e também em vitaminas, fundamentais para um crescimento saudável.

O leite não deve faltar

A criança está em crescimento e para isso precisa de todos os nutrientes necessários. Um deles é o cálcio que faz parte da formação de ossos e dentes. Esse mineral pode ser consumido através do leite (sua fonte mais famosa), mas também através de hortaliças de cor escura como a couve.

A carne vermelha é importante

A carne vermelha se tornou a vilã para muitos. Cortá-la da alimentação das crianças é um erro já que é uma rica fonte de ferro, apesar de o feijão ser o mais famoso alimento que contém esse mineral. É preciso apenas ter cuidado para não permitir que a criança beba leite num horário próximo ao consumo desses alimentos. O leite reduz a absorção de ferro pelo nosso organismo.

Os alimentos devem ser feitos em casa

Lanches comprados na rua e refeições sempre feitas em restaurante além de serem caros, não fazem bem para a saúde infantil. Tente sempre preparar todas as refeições em casa com ingredientes frescos. Até mesmo os temperos devem ser cortados na hora como o famoso tempero de alho e sal. Produtos já prontos possuem muitos agentes conservantes e corantes que prejudicam a saúde.

Quanto mais colorido o prato, melhor

As crianças podem não gostar muito de verduras e frutas, mas elas adoram coisas coloridas e se as refeições seguirem essa linha certamente irão conquistá-las. Misture cenouras, batata, hortaliças, tomate e tudo mais que ajude a deixar o prato bem colorido. Uma boa dica para fazer as crianças comerem sem reclamar e cortar as verduras em formas divertidas como estrelas, bonecos e outras.

Tire os doces da casa

Já ouviu aquele ditado que diz: “o que os olhos não veem o coração não sente”? Pois é, se você comprar doces e deixar à vista das crianças certamente elas vão querer comer. Portanto, evite comprar doces, biscoitos recheados, salgadinhos e todos esses alimentos que não fazem bem a saúde, mas que as crianças adoram.

Busque sempre por alimentos integrais

Os carboidratos complexos, também conhecidos como alimentos integrais são a melhor opção quando se trata de saúde infantil. Eles ajudam a dar maior saciedade e as fibras ajudam a regular o trânsito intestinal. Desta forma, é melhor fazer algumas mudanças e trocar o macarrão, o arroz e o pão branco pelas suas versões integrais.

Gostou dessas dicas? Conte pra gente o que mais você faz para manter a alimentação do seu filho mais saudável.

Saúde infantil: em que consiste uma alimentação balanceada?
Gostou desta matéria?

  4 comments for “Saúde infantil: em que consiste uma alimentação balanceada?

  1. 07/02/2017 at 13:41

    muito bom o seu artigo

  2. 28/03/2017 at 15:34

    Legal.

  3. 08/06/2017 at 23:46

    Gostei.

  4. 17/06/2017 at 22:59

    oi gente
    muito interessante esse site, gostaria de dar os parabéns pelo excelente conteúdo.Foi muito útil para mim
    Obrigada 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *