Você sabe ou já ouviu falar em tocofobia?

A maioria das pessoas não conhecem e não sabem o significado do que é tocofobia ou simplesmente o medo de engravidar.

No post de hoje você vai entender melhor sobre esse problema que atinge muitas mulheres, como identificá – lo e as formas de tratamento.

O medo de engravidar.

O medo de engravidar é mais comum do que se imagina. Muitas mulheres sequer conseguem pensar em gestação ou parto e, em grande parte dos casos, os motivos ultrapassam questões sociais e viram medos irracionais.

Algumas vezes ele é tão grave que chega a ser classificado como uma fobia, a tocofobia, muito semelhante ao medo de dentista ou altura.

A tocofobia é uma situação psicológica reversível com acompanhamento médico e tratamento corretos.

O que é a Tocofobia?

A tocofobia foi identificada pela primeira vez no ano 2000, pela psiquiatra Kristina Hofberg, que afirmou que, uma em cada seis mulheres sofrem com o problema. Chegando a conclusão de que é a profundidade do medo que separa a tocofobia das ansiedades habituais de ser mãe.

A tocofobia, ou medo de engravidar se manifesta de várias formas.

Algumas mulheres acham que vão morrer, embora o medo mais comum seja o de um parto normal. Além disso, para muitas mulheres a idéia de um bebê crescendo dentro de si é profundamente inquietante, capaz de fazer, em alguns casos, até mesmo que essas mulheres interrompam a gravidez.

Este medo é capaz de gerar algumas consequências. As gestantes com tocofobia, por exemplo, têm um risco aumentado de depressão pós-parto.

Como superar o medo de engravidar?

Se a mulher sente o desejo de ser mãe mas de uma forma ou outra sente aflição só de pensar na gestação ou no parto, é preciso procurar ajuda e informação para se livrar do medo e da fobia.

Veja algumas dicas que podem ajudar.

 Procure informação!

Se você sente medo de engravidar, um dos elementos vitais para tratar esta condição é a educação sobre o nascimento. Você pode agendar uma consulta com o médico obstetra ou um grupo de apoio, por exemplo. Saber o que esperar e ter as informações certas de tudo que seu corpo vai sentir durante a gestação auxilia a superar muitos medos irracionais.

 

Tenha um profissional de saúde de sua confiança.

Uma relação de apoio e de confiança com os especialistas em saúde responsáveis pelo nascimento é essencial. É importante que a gestante tenha um acompanhamento do inicio da gravidez até a hora do parto com o mesmo especialista, isso passará mais confiança se existir um medo maior por parte da Mãe.

Superar o medo de uma segunda gravidez.
Quando os problemas ocorrem na primeira gravidez, uma reunião pós-parto é útil e ajuda a prevenir o desenvolvimento de sintomas da síndrome de estresse pós-traumático, que leva ao medo de engravidar. Entender o que deu errado e o motivo de as coisas aconteceram daquela forma auxilia a processar os eventos.

Aliviar a ansiedade e o medo.
Tal como acontece com outros transtornos de ansiedade, relaxamento, exercícios leves e respiração lenta são ferramentas para acalmar o corpo e aliviar a excitação que vem com o medo de engravidar. Um psicólogo pode ajudar com outras técnicas de gestão da ansiedade capazes de minimizar os temores.

Falar com seu parceiro sobre o assunto.
Se a mulher sente que o seu medo de engravidar está dificultando seu relacionamento, é hora de abrir uma discussão honesta. Muitas vezes esta fobia aumenta quando a mulher sente-se pressionada a ter um filho. Se o seu parceiro não entende seu medo, então explique isso a ele.

Procurar ajuda profissional.
O medo de engravidar, muitas vezes, é um distúrbio psicológico e, como tal, pode e deve ser tratado. Procurar um psiquiatra e um obstetra para falar sobre os medos: esse é um grande passo para resolver o problema. Estes profissionais de saúde física e mental certamente ajudarão a mulher a ter uma gravidez feliz e tranquila.

Agora você já sabe um pouco mais sobre o que o medo de engravidar pode causar na vida de qualquer mulher.

Como todas as fobias, a tocofobia também pode ser curada, permitindo assim que toda mulher tenha uma gravidez e um parto harmoniosos.

Um fator muito importante é a relação entre o casal, que deve ser de qualidade, compreensiva e de apoio.

A mulher precisa sentir-se confiante em si mesma para confiar em todos que participarão da sua gravidez de forma direta.

Tocofobia. Saiba o porque do medo de engravidar.
Gostou desta matéria?