Começa o período de chuva e junto com ele as temidas viroses podem surgir.

Independente da idade, é durante o período de chuva que os índices de várias doenças tendem a aumentar.

As chuvas intensas e em excesso, somadas ao acúmulo de lixo em locais inapropriados e à falta de cuidado com o planejamento urbano, fazem com que ocorram alagamentos, aumentando o número de casos de doenças contagiosas transmitidas pelo contato com a água acumulada nesses alagamentos.

No post de hoje você vai conhecer alguns cuidados especiais com a saúde durante o período de chuva.

As doenças mais comuns durante o período de chuva?

Leptospirose, Hepatite A, Febre Tifoide, são algumas das doenças que podem ser transmitidas pelo contato com água contaminada.

Doenças como a Dengue, Zika e febre chikungunya também são mais comuns durante o período de chuva, onde o acúmulo de água é maior, facilitando assim a proliferação do mosquito transmissor.

Entre essas principais doenças está a leptospirose, que pode ocorrer após o contato com urina de ratos contaminados com a bactéria leptospira. Ao entrar em contato com a pele humana, por meio das águas de inundações, a bactéria pode penetrar no organismo causando sintomas como febre, dores de cabeça e nos músculos e náuseas. Quando não diagnosticada com antecedência, a leptospirose pode levar a morte.

Assim como a leptospirose, outras doenças podem se manifestar após o contato com águas contaminadas pelo transbordamento de esgoto humano como a Hepatite A, diarreia e Febre Tifóide, causada pela salmonella typhi, bactéria encontrada nas fezes de animais.

Além delas, micoses e infecções gastrointestinais completam a lista de doenças provocadas pela ingestão de alimentos e água infectadas.

Conheça as doenças mais comuns durante o período de chuva.

Leptospirose: É transmitida por meio do contato da pele com água contaminada com urina de rato. Por meio de pequenas lesões na pele, a bactéria entra na corrente sangüínea e instala-se nos chamados músculos longos (como o da batata da perna). Se o tratamento não for imediato, pode atingir pulmões e rins, provocando a morte. Os sintomas são dores de cabeça e muscular, febre alta, calafrios e fraqueza. Esses sintomas surgem, em geral, de 10 a 14 dias depois do contato com a bactéria. Pele amarela significa estágio avançado da doença. Por isso, diante de qualquer sinal, não se automedique e procure um médico imediatamente.

Hepatite A: Essa doença causa problemas no fígado e é transmitida por meio da ingestão de água contaminada pelo seu vírus. Trata-se de uma doença altamente transmissível, ou seja, passa de uma pessoa para outra por saliva, sangue e contato sexual. Náuseas, febre, falta de apetite, fadiga, diarreia e icterícia são os sintomas mais comuns.

Febre tifóide: Causada pela bactéria salmonella typhi, que também pode estar nas águas das enchentes. É uma doença rara, mas mortal. O contágio só ocorre com a ingestão de água ou alimentos contaminados. Os sintomas são: dor de cabeça, febre que aumenta e diminui, vômito, falta de apetite, diarréia e intestino preso (alternadamente), fraqueza e problemas cardíacos, entre outros.

Salmonela e cólera: Seus sintomas são diarréia e desidratação; e sua transmissão acontece também através da ingestão de água contaminada.

A principal recomendação neste período é evitar ao máximo o contato com a água contaminada e seguir à risca os procedimentos de higiene e limpeza da residência ou estabelecimentos comerciais caso esses locais sejam atingidos pelas enchentes.

Como evitar a contaminação por água da chuva?

Durante o período de chuva algumas áreas podem chegar a ficarem alagadas, isso pode facilitar a contaminação por água da chuva e promover o surgimento de algumas doenças já citadas.

Veja algumas dicas de proteção durante o período de chuva.

  • Lave bem as mãos antes de preparar alimentos e ao se alimentar. Procure beber sempre água potável, que não tenha tido contato algum com as enchentes, e a utilize no preparo dos alimentos, especialmente das crianças menores de um ano.
  • Não deixe que crianças nadem ou brinquem na água e na lama das enchentes.
  • Evite manusear objetos que tenham sido atingidos pela água ou lama. Proteja os pés e as mãos com botas e luvas de borracha ou sacos plásticos duplos.
  • Jogue fora medicamentos e alimentos (frutas, legumes, verduras, carnes, grãos, leites e derivados, enlatados etc.) que entraram em contato com as águas da enchente, mesmo que estejam embalados com plásticos ou fechados, pois, ainda assim, podem estar contaminadoss.
  • Aproveite também para lavar as caixas d’água, misturando um copo de água sanitária em 20 litros de água. Esvazie, tire a lama, jogue a mistura e aguarde 30 minutos. Encha com água limpa, esvazie novamente e volte a encher. Só então, pode utilizar a água.

Agora que você já conhece mais sobre os cuidados com a saúde durante o período de chuva pode se preparar melhor e prevenir qualquer chance de contágio.

Lembrando que, caso algum sintoma de qualquer doença venha a se manifestar, procure um médico ou se dirija a emergência mais próxima de você.

Nesses momento contar com um atendimento de saúde completo pode fazer toda diferença.

 

Veja alguns cuidados com a saúde durante o período de chuva.
Gostou desta matéria?