Entenda a importância dos pais na educação e saúde da criança.

 

Atualmente é muito comum que crianças entre 6 e 12 anos, precisem de atendimento médico devido a ausência dos pais no seu dia a dia. Contudo, seja pela correria, falta de tempo ou de preparo, a prioridade deve ser a educação e saúde da criança. A grande maioria desses pais acabam não se dando conta da importância que é acompanhar o crescimento e supervisionar cada fase da vida dos filhos, assim como a sua saúde. Depressão, agressividade, reclusão, falta de apetite são os sintomas mais comuns que atingem essas crianças.

Através de pesquisas realizadas em consultórios e escolas, vários especialistas afirmam que, a criança na fase adulta é a imagem refletida da educação e atenção recebida dos seus pais, por isso é de extrema importância que cada fase da criança seja acompanhada com o máximo de cuidado e atenção possível, deixando a criança mais segura e longe de futuros problemas afetivos e psicológicos que venham a prejudicá-la na vida adulta. É importante que os pais entendam que a falta de afeto e atenção faz com que a maioria das crianças sofram de problemas emocionais e se não recebem o cuidado imediato, essa ausência dos pais pode ser prejudicial na sua formação e saúde, pois tudo isso em conjunto é de grande importância no desenvolvimento da capacidade humana e essenciais na educação e saúde da criança.

Viver em um ambiente harmonioso faz toda a diferença para o desenvolvimento saudável da criança, nessa fase onde ela está se descobrindo, aprendendo e observando tudo ao seu redor fica mais vulnerável a absorver qualquer tipo de trauma ou distúrbio. É de grande importância que os pais estejam atentos a alguns sintomas que as crianças possam apresentar durante essa fase, assim, identificando os sintomas fica mais fácil direcionar a criança a um acompanhamento médico correto e desde já prevenir que algo simples transforme – se em algo perigoso.

Saiba quais são os principais sintomas apresentados pela ausência dos pais na educação e saúde da criança.

Comportamento agressivo na vida escolar e familiar

Quando não existe o acompanhamento necessário dos pais na educação e saúde da criança ela fica bem mais frágil para encarar algumas situações mais complicadas, como uma possível separação dos pais. Diante de problemas e situações que podem causar mais estresse para essa criança ela pode vir a apresentar uma agressividade que antes não existia, se envolvendo em brigas na escola ou em outros ambientes sociais, agindo de maneira ríspida e demonstrando raiva com frequência. Esse tipo de comportamento agressivo se não detectado com antecedência e tratado como um problema, pode fazer com que a criança desenvolva doenças graves no futuro, como a depressão infantil.

Introspecção e reclusão da criança na convivência em grupo

Além de desenvolver um comportamento agressivo a criança que não tem acompanhamento na educação e saúde pode também desenvolver outro problema tão sério quanto. Se retrair, fechar – se diante dos problemas e não aceitar conversar, são ações simples que levam essa criança a uma introspecção, o que pode levá – la a afastar – se da convivência em grupo, tanto na vida escolar e social quanto na vida familiar.

 

Dificuldade de raciocínio e concentração

É muito importante a participação dos pais na educação e saúde da criança, pois sem esse acompanhamento a criança corre sérios riscos de não desenvolver atividades simples que fazem toda diferença no seu dia a dia. Trauma e estresse são as causas que levam essas crianças a terem dificuldade de raciocínio e concentração, seja nas atividades escolares ou em atividades mais simples da sua rotina, sintomas esses que atrapalham mais ainda no desenvolvimento da educação e saúde da criança.

Falta ou excesso de apetite

O fato dos pais não acompanharem, detectarem algo de incomum no comportamento e não procurarem a ajuda correta para algum problema na educação e saúde da criança, pode levar que essa criança procure resolver o problema por conta própria, buscando alternativas perigosas que a levem a esconder o problema ou tentar aliviar o estresse, na maioria das vezes a falta de apetite ou o excesso ao ingerir alimentos é uma das saídas mais fáceis para essas crianças, o que torna o caminho mais rápido também para o desenvolvimento de doenças como o diabetes ou distúrbios alimentares como a bulimia.

 

Esteja mais atento na educação e saúde da criança.

Percebendo pelos menos 3 desses sintomas indicados, os pais precisam ficar em alerta, pois a criança que apresenta sintomas assim e são ignoradas podem desenvolver futuramente doenças graves como a depressão infantil, obesidade, diabetes, entre outras. O importante é sempre estar atento a educação e saúde da criança, quanto mais cedo qualquer problema for detectado, mais fácil será de encontrar o tratamento com o especialista correto, portanto não deixe de dar importância às atividades mais simples do seu filho, o acompanhando nas tarefas diárias, atividades físicas e vida escolar.

Entenda a importância dos pais na educação e saúde da criança.
3.68 (73.6%) 25

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *